ENTREVISTAS
Voltar | Inicial

Seja Bem-vindo!
AULAS / GALERIA DE EVENTOS
HISTÓRIA DA DANÇA

A ÁGUA E O PRATICANTE DE ATIVIDADE FÍSICA


A água é um nutriente essencial com diversas funções no organismo. Todo o corpo necessita de água para desempenhar suas funções, como os processos digestivos, respiratórios, renais e cardiovasculares. Na literatura é descrito que o corpo humano tem composição hídrica em proporções que variam de 55 a 70%. Uma deficiência a de cerca de 1% no grau de hidratação já leva ao aparecimento dos sintomas de desidratação como dor de cabeça, cansaço, tontura, mucosa de nariz e boca seca, alterações na pressão arterial entre outros
Em situações em que se eleva a temperatura corporal, como no desenvolvimento de atividades físicas, a reposição hídrica desempenha um papel mais importante. Devido a este aumento de temperatura há maior eliminação de água na forma de suor, e a desidratação no atleta afeta a força muscular, o aparecimento de câimbras, a elevação da temperatura e, consequentemente o desempenho.
Para que o indivíduo evite a desidratação decorrente da atividade física deve haver uma adequada ingestão de líquidos antes, durante e depois da atividade. E na maioria das vezes a sede não pode ser tomada como o único indicador das necessidades hídricas.
Durante a prática de atividades físicas, para a reidratação, é grande o uso das bebidas esportivas, que acabam tendo uma maior aceitabilidade devido ao sabor, doçura e temperatura. No entanto deve ser salientado que o volume de líquido ingerido durante a atividade física não deve ter uma concentração de carboidrato (açúcar ou similar) grande, porque afetará o esvaziamento do estômago e diminuirá o volume dos líquidos consumidos, principalmente, durante a atividade. Bebidas com grande concentração de  carboidratos também podem causar desconfortos gastrointestinais (cólicas, gases).
A hidratação deve ser iniciada em média 4 horas antes do início da atividade física, utilizando-se uma recomendação média de 5 a 7 ml por quilo de peso.
Durante o exercício a ingestão de líquidos tem como objetivo evitar uma desidratação excessiva. É difícil predizer uma recomendação de ingestão líquidos para todos os indivíduos, porque esta irá depender da duração de cada atividade, quantidades de suor, temperatura dos locais onde se pratica a atividade. Por isso seria recomendada a busca por um aconselhamento profissional, principalmente atletas, para traçar recomendações de reposição hídrica individuais, contemplando as peculiaridades do indivíduo e da atividade desempenhada, visando-se evitar a desidratação durante o exercício superior a 2% do peso corporal. Em atividades físicas que tenham um período de tempo superior a 3 horas devem ser utilizadas bebidas que também possibilitem a reposição de sódio.
Após a atividade física, para cada quilo perdido, deve ser reposto, proporcionalmente, 1,5 litros de líquido. No período de hidratação após o exercício são contra-indiciadas atividades que aumentem a perda de líquidos por suor, como exposição ao sol ou saunas.

 
REFERÊNCIAS

BIESEK, S.; ALVES, L. A.; GUERRA, I. Estratégias de nutrição e suplementação no esporte. Barueri: Manole, 2005.

SAWKA, M.N.; BURKE, L.M.; EICHNER, R.; MAUGHAN, R.J.; MONTAIN, S.J.; STACHENFELD, N.S. Exercise and fluid replacement. Medicine & Science in Sport & Exercise, USA, v. 32, n. 2, 2007.

 

 

 

ABRIL - 2013
A ÁGUA E O PRATICANTE
DE ATIVIDADE FÍSICA